A notícia da eliminação dos Pavilhões Internacionais na Feira do Livro de Miami chegou no final de março e nos atingiu com grande impacto. Os inúmeros cortes orçamentários no Miami Dade College atingiram a programação da Feira e, indiretamente, o projeto de divulgação cultural do CCBU.

Nos últimos quatro anos, os pavilhões do Brasil foram o ponto alto da programação cultural anual do Centro Cultural. A primeira participação, em 2005, mostrou que o pavilhão seria o melhor instrumento de divulgação da cultura brasileira para a platéia diversa de Miami, além de funcionar como uma excelente plataforma de apresentação dos artistas brasileiros – dançarinos, músicos, cantores e escritores do Sul da Flórida. No ano seguinte a parceria com o International Council da Cidade de Miami, resultou num pavilhão maior, homenageando a cidade irmã de Miami, Salvador. Em 2007 o tema foi o Rio de Janeiro e o Pavilhão foi um tremendo sucesso. Grandes escritores brasileiros, do Rio de Janeiro, apresentaram um programa em português, incluindo esta língua como uma das oficiais do evento, pela primeira vez neste ano.

A série dos Pavilhões do Brasil fechou com o maior sucesso de todos: o pavilhão Brasil-Minas Gerais. Mais uma vez grandes escritores vieram do Brasil e. que apresentou diferentes facetas da rica cultura mineira e brasileira e atraiu mais de 18 mil visitantes.

Em contraste com a má notícia da fim dos Pavilhões do Brasil,a seleção das duas primeiras bolsistas do fundo CCBU-ODEBRECHT-TAM, no Miami Dade College, criado pelo CCBU, com doações da ODEBRECHT e TAM, que beneficiarão estudantes fluentes em português e conhecedores da cultura brasileira, em perpetuidade, trouxe a alegria de uma grande realização As estudantes brasileiras, Juruá Riqueza Castilho e Sabrina Nunes de Lima iniciam este programa que ajudará a criar intermediários entre o Brasil e o Sul da Flórida.

Nossa programação social apresenta a oportunidade de congraçamento e é, junto com as apresentações culturais que organizamos durante o ano, um dos aspectos mais apreciados pelos nossos associados. No início de abril, uma animada recepção exclusiva, com o tema bem atual “Cheap is Chic”, reuniu um grupo de associados do Centro para celebrar o nono Brazilian Press Award. Este mais recente prêmio, a ser recebido em maio, foi o reconhecimento do Pavilhão Brasil-Minas Gerais na 25a. Feira Internacional do Livro de Miami, como o melhor evento cultural de 2008. O almoço “QUEM CANTA SEUS MALES ESPANTA”, no Zucchero Ristorant and Bistro, com a participação do premiado grupo vocal Brazilian Voices, fechou a programação do mês de abril.

Convido nossos associados para a celebração do aniversário do CCBU, na quinta-feira, 28 de maio, no Restaurante Rusty Pelican, em Key Biscayne. Cinema, sera o tema da noite. O cenário tropical, com direito a espetacular vista de Miami, homenagem a vários parceiros culturais e uma participação especial do Festival de Cinema Brasileiro de Miami, prometem uma noite divertida. Reservem a data!

Minhas cordiais saudações.
Adriana Riquet Sabino

The news of the elimination of the International Pavilions at the Miami Book Fair arrived late March and hit CCBU with great impact. The many budget cuts at the Miami Dade College affected the Fair’s program and, indirectly, CCBU’s project of cultural dissemination.

In the past four years, the Brazil Pavilions became the high points of the CCBU’s annual cultural programming. In 2005, the CCBU’s first participation, proved that the Pavilion would be the best vehicle for the dissemination of Brazilian culture amidst Miami’s diverse population. It also became the premiere platform for the presentation of Brazilian artists, dancers, musicians and writers of South Florida. In the following year, the partnership with the City of Miami’s International Council resulted in a bigger pavilion, honoring Miami’s sister city, Salvador. In 2007, the theme was the city of Rio de Janeiro and the Pavilion was a huge success. Great Brazilian writers, from Rio de Janeiro presented a unique program in Portuguese, thus making this language one of the Fair’s official languages.

The Pavilion series closed with the most successful Pavilion we have ever had: the Brazil-Minas Gerais Pavilion, in 2008. Once again, extraordinary Brazilian writers came to Miami and presented lectures and readings in Portuguese as part of an extensive cultural program. The Pavilion, organized by CCBU, showcased the rich culture from Minas Gerais, and attracted more than eighteen thousand people to the Pavilion.

In contrast with the sad news of the end of the Brazil Pavilion series, the selection of the two first scholarship recipients of the CCBU-ODEBRECHT-TAM scholarship fund was a big achievement. This generous scholarship will benefit students fluent in Portuguese and knowledgeable in Brazilian culture, in perpetuity. The chosen Brazilian students, Juruá Riqueza Castilho and Sabrina Nunes de Lima, will be the first to embark on this prestigious program that will help advance cultural and social exchange in a different way between Brazil and South Florida.

CCBU’s social programs offer the opportunity of networking; along with the cultural presentations and events organized throughout the year, these are some of the most popular initiatives of the Center. In the beginning of April, a group of enthusiastic members gathered at a lively and exclusive reception, with the theme of the moment – Cheap is Chic, to celebrate CCBU’s ninth Brazilian Press Award. This most recent award, which we will receive in May, at the Brazilian Press Award ceremony, recognizes the resounding success of the Brazil-Minas Gerais Pavilion at the 25th. Miami Book Fair International, as 2008’s Best Cultural Event. The luncheon “QUEM CANTA SEUS MALES ESPANTA”, with the participation of the award-winning vocal Brazilian Voices, was the closing event of April’s busy program.

I invite our members to the CCBU’s 12th anniversary celebration, on Thursday, May 28, at Rusty Pelican Restaurant, in Key Biscayne; cinema will be the evening’s theme. Amidst the tropical atmosphere that boasts a spectacular view of Miami’s skyline, we will be honoring several cultural partners and will host a special participation of the Brazilian Film Festival in Miami. Please save the date!

My cordial greetings.
Adriana Riquet Sabino